DSRT Banner

Actualização do funcionamento da rede 2G de Macau

Foram publicadas, no Boletim Oficial da Região Administrativa Especial de Macau, as alterações às licenças de 3G da Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L., da Hutchison – Telefone (Macau), Limitada e da Smartone – Comunicações Móveis, S.A., no sentido da instalação e operação da rede pública GSM (vulgarmente designada por 2G) de telecomunicações móveis terrestres e a prestação dos correspondentes serviços de telecomunicações de uso público móveis terrestres, de acordo com as respectivas condições operacionais passar a ser opcional. Os respectivos despachos entrarão em vigor no dia 1 de Agosto de 2019.

Actualmente, os principais serviços de telecomunicações móveis no mundo baseiam-se na rede 4G e, para além disso, a era da rede 5G está a quase a chegar. Macau tem acompanhado o desenvolvimento internacional, sendo que os utilizadores dos serviços de telecomunicações móveis usam, principalmente, o 4G (cerca de 93% do número total de utilizadores), não se verificando subscritores do 2G há vários anos. Assim sendo, nos últimos anos, as operadoras têm vindo a solicitar, junto do Governo, a cessação da operação da rede e do serviço de 2G, de modo a integrar os recursos a no desenvolvimento de outras tecnologias de rede e serviços. Após análise e consideração aprofundada da situação, o Governo entendeu adequada a opção da cessação da operação da rede 2G no mercado de Macau, o que corresponde à tendência do desenvolvimento internacional. Após esta cessação, as operadoras poderão concentrar os recursos para aperfeiçoar e desenvolver outras tecnologias de rede e serviços, ademais, o Governo também poderá planear, de novo, as frequências que deixarão de ser utilizadas por causa da cessação da operação da rede 2G, as quais podem ser afectas a outros serviços de telecomunicações, contribuindo para elevar a eficiência da utilização do espectro bem como para o desenvolvimento geral do futuro.