Formandos concluíram o Plano de Formação das Tecnologias de Aplicações Móveis 2015

Nota de Imprensa

Organizado pela Direcção dos Serviços de Regulação de Telecomunicações (DSRT) em colaboração com o Centro de Produtividade e Transferência de Tecnologia de Macau, a Companhia de Telecomunicações de Macau, S.A.R.L., a Hutchison – Telefone (Macau), Limitada, a China Telecom (Macau) Limitada e a Smartone – Comunicações Móveis, S.A., o Plano de Formação das Tecnologias de Aplicações Móveis 2015 decorreu, com sucesso, entre 12 de Setembro e 5 de Dezembro do corrente ano, contando com a participação de 25 formandos neste plano de formação.

Graça à evolução e melhoria constante das tecnologias de comunicações móveis, os serviços de telecomunicações dispõem de uma optimização contínua e tendência de maior diversificação, sendo que a indústria das aplicações móveis tem crescido de forma saudável. As aplicações móveis inserem-se em todos os aspectos de vida das pessoas, transformando-se no impulso à evolução da sociedade actual. Consequentemente, a entidade organizadora desejou aproveitar o plano de formação para que os formandos aprendessem as tecnologias de exploração de aplicações móveis de multi-plataformas em voga, e conhecessem, mediante os exemplos de ensino, as aplicações criativas no mercado. A entidade teve, ainda, como objectivo que os formandos adquirissem, após a conclusão do plano, conhecimentos sobre as tecnologias e ideias em relação à elaboração de aplicações criativas móveis, reforçando-se assim a capacidade do pessoal local no âmbito das tecnologias da informação e comunicação.

Na sequência do termo do plano, a entidade organizadora, DSRT, realizou uma cerimónia de encerramento com a presença dos representantes das entidades co-organizadoras, dos formadores e dos formandos, tendo atribuído os certificados aos formandos. O Chefe da Divisão de Desenvolvimento das Tecnologias da Informação da DSRT, Celestino Lei, agradeceu, no seu discurso, às entidades co-organizadoras pelo apoio dado ao plano de formação, tendo feito votos por que os formandos aplicassem os seus conhecimentos adquiridos no plano, no sentido de contribuir para a sociedade bem como para o sector das tecnologias da informação e comunicação de Macau. O Governo da Região Administrativa Especial de Macau continuará a realizar actividades referentes às tecnologias em causa e planos de formação, com o intuito de se empenhar em incentivar o desenvolvimento dos respectivos sectores de Macau, formando talentos locais na área de tecnologias.